terça-feira, 22 de novembro de 2011

No auge de meus pensamentos, trago-te à minha memória, cujas lembranças se tornam as mais poderosas armas para minha solidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário